• Frizzo

M. Schwantes comenta Js e Jz

Atualizado: 21 de mar.



O autor introduz a estes primeiros dois livros da obra deuteronomista e distingue três unidades maiores de sentido: Js 1-12 (terra como dádiva de Deus), Js 13 até Jz 2 (terra distribuída: dádiva de Deus) e Jz 3-21 (guerra de defesa que liberta do saque). Josué e Juízes representam a utopia profética. A esperança não vem depois do fim, mas reside no começo da vida, aqui dos caminhos do povo de Israel. No canon hebraico, Josué e Juízes são parte dos livros proféticos!


Milton Schwantes é professor da FaTeo e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião/Umesp. Ênfase de pesquisa: Antigo Testamento. Doutor em Teologia pela Faculdade de Teologia Evangélica da Universidade de Heidelberg, Alemanha. Endereço eletrônico: milton.schwantes@metodista.br


_________________________________________________

Acesse o texto na íntegra:


M. Schwantes comenta Js e Jz
.pdf
Download PDF • 101KB


61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo